Ilhéus
Parceria melhora condições da Central de Abastecimento do Malhado
Diálogo melhorou a parceria e criou oportunidades

Crédito: Secom/Marcelo Silveira

Feirantes e ambulantes ocupando áreas irregulares, acúmulo de lixo, mau cheiro, buracos e falta de iluminação eram os muitos problemas verificados pelos lojistas e frequentadores da Central de Abastecimento do Malhado, zona norte da cidade. A realidade mudou quando a Prefeitura de Ilhéus, através da secretaria municipal de Indústria e Comércio (Sedic), passou a orientar a Associação dos Feirantes do Malhado (AFM) quanto à realização de melhorias, como lavagem geral, troca de lâmpadas e lixeiras, operação tapa buracos, requalificação de passeios e escoamento de águas pluviais.

Segundo permissionários do local, parecia que a intenção de antigos gestores era sucatear o equipamento e, em seguida, acabar com o comércio da região que sustenta mais de duas mil famílias ilheenses. “Um verdadeiro descaso, sem a manutenção mínima e insatisfatória para o tamanho da Feira do Malhado”, avaliou João de Jesus, que trabalha em um boxe de pescados da Central.

A situação se tornou ainda mais crítica no último quadrimestre de 2016. Faltavam vassouras, luvas, pás e lavadora de alta pressão (vaporeto) para realizar a lavagem e higienização da Central de Abastecimento do Malhado. Graças à organização da AFM, os feirantes e ambulantes se conscientizaram e solicitaram orientação da Prefeitura, em produtivo sistema de parceria. Muitos dos equipamentos necessários para a limpeza foram adquiridos pela Associação e a máquina pública cedeu seus servidores, que passaram a recolher com regularidade os resíduos sólidos e entulhos de construção da Avenida Ubaitaba e seu entorno.

A requalificação de passeios para melhor circulação de pedestres pelo local, a operação tapa-buracos, o desentupimento de fossas e bueiros e a substituição de lâmpadas na região também só foram realizadas em virtude da compra de insumos, como cimento, areia, brita, ferro, arame, tubos e disjuntores. Para isso, os feirantes e ambulantes arrecadaram recursos entre si, todos eles registrados em livro-caixa, que fica disponível para consulta aberta ao público.

O trabalho não se limita apenas aos serviços de manutenção do espaço. Desde o início do ano, uma campanha de conscientização aborda e distribui folhetos informativos falando sobre a importância do correto condicionamento e exposição de alimentos, bem como a questão da validade de carnes, frangos e pescados. Além disso, ações de Vigilância Sanitária, empreendidas pela Sedic, apreendem alimentos fora do necessário padrão de qualidade para o consumo humano.

O prefeito Mário Alexandre lamentou a situação em que encontrou a Central de Abastecimento do Malhado e, ao mesmo tempo, comemorou as realizações iniciais, enaltecendo ainda o trabalho conjunto entre município e sociedade civil organizada. “Deixar a Feira do Malhado se acabar é pôr fim a uma tradição do comércio local e nosso compromisso é de manter, ampliar e gerar emprego e renda para o ilheense, promovendo assim o crescimento econômico e o desenvolvimento social da cidade”, completou.


Diálogo melhorou a parceria e criou oportunidades

Crédito: Secom/Marcelo Silveira

 
Mais Notícias
   29/11/2017 - Rede Municipal divulga calendário de matrículas para 2018
   29/11/2017 - Aberto processo de seleção interna simplificada para Núcleo de Tecnologia
   29/11/2017 - Operação ´Praia Legal´ requalifica litoral sul
   28/11/2017 - Vereadores aprovam o Hospital Regional Costa do Cacau
   28/11/2017 - Clínica fará, gratuitamente, Mutirão do Câncer de Pele, sábado
   28/11/2017 - Prazo para pré-cadastro de mototaxistas termina nesta 5ª
   28/11/2017 - Ilhéus realiza série de atividades com população sobre Consciência Negra
   28/11/2017 - ´Gabrielas´ fazem receptivo-piloto no Aeroporto Jorge Amado
   28/11/2017 - UESC é a melhor entre as estaduais e a segunda na Bahia de acordo com o MEC
   28/11/2017 - Alunos do CPM participam de passeio guiado e concorrem a melhor selfie
   28/11/2017 - Ilhéus é a capital brasileira do debate sobre educação inclusiva e de qualidade
   27/11/2017 - Dois dias após inauguração, Hospital Costa do Cacau já fará Mutirão de Cirurgias
   23/11/2017 - Expofeira do projeto Agricultura Familiar foi um sucesso
   23/11/2017 - Fórum discute os desafios da Educação indígena na Bahia
   23/11/2017 - Melhorias são feitas em trecho de rodovia que corta bairro N. Sra. da Vitória
   22/11/2017 - Estrada do cacau e do Chocolate vai funcionar ainda neste verão
   22/11/2017 - Samu treina equipe para atendimento em caso de afogamentos
   22/11/2017 - Tattoo Fest com workshops e várias atrações movimenta a cidade
   22/11/2017 - 1.500 conselheiros de Educação participarão de Fórum Nacional
   21/11/2017 - Casa de Cultura Jorge Amado terá horário de visitas ao público ampliado



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout