Ilhéus
Merenda escolar será reforçada com alimentos orgânicos
Mais opções saudáveis

Crédito: Secom/Rodrigo Macedo

Cerca de cem profissionais do setor de merenda escolar da rede municipal participaram de capacitação sobre segurança e soberania alimentar, realizada pela Prefeitura de Ilhéus, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), de 1 a 3 de outubro, no Espaço Gastronômico de Serra Grande. A finalidade é ampliar o cardápio oferecido nas escolas, com o preparo de alimentos orgânicos, incluindo o uso das plantas alimentícias não convencionais (Pancs).

Além de qualificar o trabalho dos merendeiros e melhorar a qualidade da alimentação oferecida aos estudantes, a inciativa também fortalece a agricultura familiar local, com o uso destes produtos na merenda escolar. O curso foi ministrado pela chefe e agricultora agroecológica, Amanda Marfil, com apoio do chefe de cozinha, Rico Araújo, e parceria o Sebrae, Rede de Agroecologia Povos da Mata, Institutos Arapyaú, Taboa e Mecenas da Vida.

Para o merendeiro Lucas da Paixão, foi um momento gratificante. “É sempre bom esse tipo de capacitação, para fazermos um trabalho cada vez melhor,”, enfatizou. Sua colega, Isabel Amorim, ressaltou o aprimoramento do trabalho. “É enriquecedor, porque gosto do que faço, amo cozinhar, e com uma técnica é melhor”. A merendeira, que alimenta o sonho de ser gastrônoma, disse que se sentiu numa faculdade, aprendendo com chefes que admiro muito.

Novos cardápios - A nutricionista da Seduc, Karina Moraes, disse que o principal objetivo é agregar alimentos saudáveis, através da agricultura familiar, conforme regulamentação do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).  Após passar por um processo de sensibilização e contato com alimentos agroecológicos, os merendeiros aprenderam a elaborar novos cardápios e com técnicas de aproveitamento máximo dos alimentos, incluindo cascas, sementes e talos. “Isso é importante, para saber onde está o valor agregado da biodiversidade dos nutrientes desses alimentos”, explicou.

A chefe Amanda Amanda Marfill também destacou o avanço para a alimentação escolar. “É uma maneira de garantir a soberania e segurança alimentar do município na alimentação das crianças, fortalecer as pessoas do campo e a autonomia das mulheres dos jovens”. Na sua avaliação, o processo conjunto entre prefeitura, escolas e agricultores e instituições parcerias foi um progresso.


Mais opções saudáveis

Crédito: Secom/Rodrigo Macedo

 
Mais Notícias
   19/10/2018 - Autoridades fazem visita técnica à obra da nova ponte
   19/10/2018 - ´Apitaço´ marca ações do Outubro Rosa
   18/10/2018 - Marão diz que pesquisa definirá quais serão os secretários que vão ficar
   17/10/2018 - Feira das Profissões da UESC começa nesta sexta
   17/10/2018 - MP recomenda fiscalização rigorosa para shows na Concha Acústica
   17/10/2018 - Moradores do Nelson Costa comemoram reinauguração do Posto de Saúde
   15/10/2018 - Caminhada da saúde marca ações do Outubro Rosa
   15/10/2018 - Entrega do Posto de Saúde marca o avanço no setor
   15/10/2018 - Festival Food Truck foi sucesso no feriado prolongado
   15/10/2018 - Populares fazem marcha pela paz e contra a intolerância religiosa
   14/10/2018 - Cidade realizou festa pública do Dia das Crianças
   12/10/2018 - Morre jornalista Edmundo Lemos
   12/10/2018 - Recapeamento chega à Dois de Julho
   12/10/2018 - Instalada a Comissão Permanente de Controle Interno
   12/10/2018 - Posto de Saúde do Nelson Costa será reinaugurado na próxima terça
   12/10/2018 - Segunda não tem aula na rede municipal
   12/10/2018 - Comitê Estratégico apresenta planejamento do Desenvolvimento Sustentável
   9/10/2018 - Comitê Estratégico debate Desenvolvimento social e Serviços urbanos
   9/10/2018 - SDS celebra Dia das Crianças com programação especial
   9/10/2018 - Biblioteca Pública sedia exposição de bordados



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout