Bahia
Projeto defende inclusão de aviso meteorológico em terminais marítimos
Projeto é de autoria da deputada Ângela Sousa

Crédito: Divulgação

É de autoria da deputada Ângela Sousa o projeto de lei que determina a fixação de avisos, nos terminais marítimos da Bahia, sobre as medidas a serem adotadas em caso de condições meteorológicas ruins, e na hipótese de naufrágio em lanchas, barcos e demais embarcações.

A proposta, que tramita na Assembleia Legislativa, também obriga a existência de manuais, dentro das travessias marítimas, com as referidas informações à disposição do passageiro.

Na justificativa da matéria, a parlamentar mencionou a ocorrência de diversos naufrágios em lanchas e embarcações pelo Brasil no ano de 2017, entre elas a tragédia na Baía de Todos os Santos no último mês de agosto, onde 19 pessoas foram mortas após a embarcação Cavalo Marinho I naufragar durante a travessia entre Mar Grande, na Ilha de Itaparica, e Salvador. “O que era pra ser uma viagem comum da travessia de lanchas, se transformou em pesadelo. Alguns passageiros caíram na água e outros ficaram presos na embarcação e, lamentavelmente, foram a óbito consternando todos nós baianos e o país inteiro”, lembrou Ângela Sousa.

A deputada pontuou que, conforme relatos de sobreviventes, os passageiros da Cavalo Marinho I passaram para um lado da embarcação por causa dos ventos e da forte chuva que caía na ocasião, o que teria provocado a desestabilização da lancha, que virou ao ser atingida por uma forte onda. “Diante disso, verifica-se que há uma falta de esclarecimento da população, a qual, sendo suprida, pode salvar diversas vidas em acidentes. Os procedimentos de segurança e prevenção que podem ser adotados nas travessias não são de conhecimento de todos, razão pela qual cabe ao Estado, a partir do momento em que aproxima da população um elemento de perigo concreto, a exemplo da viabilização de travessias, esclarecer minuciosamente as pessoas do modo como agir nas mais diversas situações”, justificou Ângela.

A pessedista salientou ainda que o projeto não atribui ônus ao Estado, vez que estabelece apenas a obrigação de informar, razão pela qual é condizente com o papel do Estado estabelecer este diálogo preventivo com a população.


Projeto é de autoria da deputada Ângela Sousa

Crédito: Divulgação

 
Mais Notícias
   5/12/2017 - Rui pede mobilização do Nordeste contra discriminação do governo federal
   7/11/2017 - Mais de 600 mil alunos da rede estadual devem renovar a matrícula para 2018
   21/10/2017 - Funai poderá consultar indígenas para nomeação de Coordenadores Regionais
   11/10/2017 - Rui anuncia pagamento de prêmio para cerca de 15 mil policiais
   11/10/2017 - Fiscalização de cronotacógrafos para veículos grandes passa a ser obrigatória
   29/9/2017 - Universitários devem atualizar CadÚnico para segunda etapa do Mais Futuro
   26/9/2017 - Abertas inscrições para Fórum de Provedores de internet do Estado
   23/9/2017 - Ordem de Serviço da duplicação da Jorge Amado será assinada dia 9
   20/9/2017 - Presidente da UPB diz que municípios terão que cortar gastos e fazer demissões
   18/9/2017 - UFSB e IFBA divulgam seleção para Mestrado em Ciências e Tecnologias Ambientais
   13/9/2017 - 173 municípios em situação de emergência por conta da seca
   11/9/2017 - Inscrições do Partiu Estágio se encerram no próximo domingo
   11/9/2017 - Municípios podem regularizar dívidas de pequenos produtores com desconto
   5/9/2017 - Economia cresce 1,9 por cento no segundo trimestre
   28/8/2017 - Em missão internacional Rui volta a dialogar com chineses sobre Fiol e Porto Sul
   19/8/2017 - UFSB prepara concurso com 57 vagas de professor efetivo
   11/8/2017 - Corregedoria do TRE-BA realiza correições nas zonas eleitorais
   8/8/2017 - UESC realiza 1º Seminário de Infraestrutura de Transporte Rodoviário da região
   8/8/2017 - Professor da UESC tem artigo inserido em livro sobre ciência e poder legislativo
   5/8/2017 - ´O judiciário do primeiro grau faliu´, diz presidente da OAB



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout