Cultura
Trade visita Palácio Paranaguá, que já está aberto à visitação pública
Anarleide Menezes destaca projeto

Crédito: Secom

O segundo andar do Palácio Paranaguá, em Ilhéus, onde se encontra um importante acervo da história política do município nos séculos 19 e 20, já está aberto à visitação pública. Ontem (27) o espaço foi apresentado pelo secretário municipal de Turismo e Esporte (Setur), Roberto Lobão, a representantes do trade. A Gestora do Museu da Piedade e integrante da Rede de Museus e Pontos de Memória do Sul da Bahia, Anarleide Menezes, responsável pela organização do acervo, realizou uma palestra, destacando a importância da iniciativa e o primeiro passo que está sendo dado para a transformação do Palácio em um museu.

Nesta primeira etapa a missão é contextualizar imagens e móveis nos primeiros ambientes disponibilizados, apresentando uma ideia de como era a cidade e como o Palácio funcionava no século passado. São fotografias antigas e peças dos séculos 19 e 20, do mobiliário que atendeu a intendentes e prefeitos da cidade. “Claro que ainda estamos longe do ideal. Um projeto de museu envolve mídias digitais, totens... mas a cidade não pode ficar esperando, tem que começar”, afirmou.

Logo na chegada, estão expostas fotografias em “P&B”, com registros da “Ilhéus Antiga”. Na antiga Sala de Reuniões, a equipe organizou cronologicamente a Galeria de Fotos de todos os prefeitos e intendentes que ocuparam o posto máximo do Executivo ilheense. Na antessala do antigo gabinete, móveis do século 20 dão o tom da riqueza ostentada pela cidade nos tempos áureos dos coronéis do cacau. No antigo gabinete, chama a atenção um armário do século 18, totalmente conservado.

As visitações serão gratuitas e ocorrerão a partir das 9 da manhã ao meio-dia. E as duas da tarde até as cinco horas.

O Palácio do Paranaguá é um prédio histórico localizado no centro da cidade. Foi construído em 1907, no mesmo local onde existiam ruínas de um colégio jesuíta. Seu nome é uma homenagem ao presidente da província da Bahia da época do Brasil-império, o Marquês de Paranaguá: João Lustosa da Cunha Paranaguá, que elevou a Vila de São Jorge dos Ilhéus à categoria de cidade, no ano de 1881, através de lei provincial. O palácio é um dos símbolos da opulência que existiu na região durante a saga do cacau. Em estilo neoclássico, é uma das mais belas construções do interior do estado.


Anarleide Menezes destaca projeto

Crédito: Secom

 
Mais Notícias
   5/12/2017 - Crianças da Escola Municipal do Iguape conhecem teatro e assistem a balé
   27/11/2017 - Bebeto promete emocionar público com show no TMI
   22/11/2017 - Crianças contam histórias sobre Ilhéus no TMI
   20/11/2017 - ´A bofetada´ volta ao palco do TMI
   18/11/2017 - ´Epa! Quem foi? Quem viu?´ estreia no Municipal
   13/11/2017 - Coaraci ganhou oficinas de audiovisual e elaboração de projetos
   7/11/2017 - Projeto itinerante de cultura atende Coaraci com oficinas e artes
   7/11/2017 - Eloah Monteiro reapresenta seu concerto solo nesta sexta
   7/11/2017 - Ilhéus sedia este mês show da Caravana da Música Africania
   21/10/2017 - Ilhéus implanta projeto Sociocultural de Arte-Dança em escolas públicas
   21/10/2017 - Alunos do Conservatório Musical Schumann realizam concerto no TMI
   25/9/2017 - 6ª edição consolida Festival de Dança Itacaré no Calendário das Artes da Bahia
   23/9/2017 - Evento nacional sobre legado de Karl Marx começará em Ilhéus dia 4
   23/9/2017 - Waldeny Andrade lança seu 3º livro na Academia de Letras de Ilhéus
   18/9/2017 - Compositora ilheense estreia seu novo concerto
   18/9/2017 - Autoridades cubanas se emocionam com riquezas natural e cultural de Ilhéus
   14/9/2017 - Livro refaz itinerário dos Tupinambás por direito à terra
   13/9/2017 - Jane Hilda, a mais nova imortal da ALI
   13/9/2017 - Festival Internacional de Compositoras abre os trabalhos em Ilhéus
   11/9/2017 - Ilhéus sedia seminário que discute gestão, conselho e políticas culturais



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout