Economia
Entidades assistenciais começam a receber produção de alimentos do PAA
Celina Duarte e Amélia Ducarmo têm uma propriedade de 50 hectares

Crédito: Secom/Clodoaldo Ribeiro

Cinco dias depois de oficializar o retorno do município ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), a Prefeitura de Ilhéus disponibilizou hoje (11) o primeiro carregamento de produtos in natura para ser distribuído entre as entidades da rede socioassistencial credenciadas pelo programa. No final da gestão passada, o programa havia sido suspenso na cidade. No último dia 6, o prefeito Mário Alexandre se reuniu com os 308 agricultores familiares inscritos nesta fase do programa e destacou que o atual governo tem um compromisso firmado com a agricultura de subsistência, uma atenção especial dedicada ao pequeno agricultor de Ilhéus e às ações de cunho social desenvolvidas no município.

Banana, abacaxi, aipim, maxixe, limão, maracujá, côco, fruta pão, couve, quiabo, jiló, mamão, chuchu, abóbora e polpa de frutas são alguns dos produtos recebidos hoje pelas instituições Tia Marita, Terreiro de Luanda, Associação Sul Brasileira de Educação Assistencial (ASBEAS), Instituto de Reintegração Social Liberdade para a Vida e o Abrigo São Vicente de Paula. Amanhã (12), mais instituições serão atendidas: Fé e Alegria, APAE, Abrigo Institucional, Sonho Meu, Central de Associação Comunitária e Moradores de Ilhéus. Ao todo, 21 entidades sócio-assistenciais receberão os produtos ofertados pelo programa, através da Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca (Seap), de acordo com o secretário Angelito Dias Filho.

Doação bem-vinda - O Abrigo São Vicente de Paulo – mantido pela Diocese de Ilhéus - tem exatos cem anos de um trabalho dedicado à proteção de idosos. A doação através do PAA vai alimentar 70 abrigados entre 60 e 80 anos e mais 42 servidores da instituição. Antes de chegar ao abrigo, os alimentos passaram por análise de um nutricionista da Secretaria Municipal de Saúde, que esteve no local de distribuição para inspecionar a qualidade do que está sendo oferecido.

“Além disso, vamos fazer a distribuição de acordo com o perfil do público beneficiado”, explica o nutricionista Felipe Gonçalves Lafundes. “Para os idosos, priorizaremos vegetais, banana, raízes e polpas. Para as creches, aipim, folhas e frutas”, exemplificou.Esta novidade implantada pela atual gestão é elogiada pelo gestor do asilo, Flávio Soares. “Sensacional, evita desperdícios”, reconhece. “A medida nos permitirá elaborar um cardápio mais adequado ao nosso público”, assegura Flávio.

Um bom negócio também - Se por um lado, os alimentos distribuídos representam uma grande ajuda para as entidades filantrópicas de Ilhéus, por outro, também representa um bom negócio para o pequeno produtor. “Seu” Manoel Cruz, de 66 anos, é do Assentamento Frei Vantuir, no KM 22 da Rodovia Ilhéus-Itabuna. Ele comemorava a entrega da produção. “Já cheguei a perder tudo por falta de quem comprar”, lembra.

Celina Duarte e Amélia Ducarmo têm uma propriedade de 50 hectares na localidade de Santo Antônio. Trinta por cento da área é produtiva e a ideia ao participar pela primeira vez do PAA é ampliar a oferta. Nesta remessa inicial de produtos elas comemoram a primeira safra de abacaxis, resultado das cinco mil mudas da Embrapa que elas receberam um ano e meio atrás.

Presidente da Associação de Agricultores de Cururitinga, dona Maria Rosário tem muitos anos de participação no PAA. Hoje toda a sua propriedade de 16 hectares é produtiva. “Investi nela com parte do dinheiro que consegui”, afirma. Natural de Passo Fundo, interior do Rio Grande do Sul, Maria Rosário chegou ao interior de Ilhéus há 19 anos. “Me apaixonei pelo clima, pela terra e pela gente daqui”, revela.

Criado em 2003, o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) é mais que uma ação do Governo Federal para colaborar com o enfrentamento da fome e da pobreza no Brasil. Revelam histórias de homens e mulheres que plantam sementes de oportunidades e colhemos frutos da solidariedade através de uma ação capitaneada pela Prefeitura Municipal de Ilhéus.


Celina Duarte e Amélia Ducarmo têm uma propriedade de 50 hectares

Crédito: Secom/Clodoaldo Ribeiro

 
Mais Notícias
   20/4/2018 - Ilhéus monta estratégia para auxiliar MEI na Declaração Anual do Simples
   20/4/2018 - Ilhéus passa a gerir seu Distrito Industrial
   16/4/2018 - Ilhéus sedia Festival Internacional de Gastronomia e Artes
   12/4/2018 - Empretec abre inscrições para turmas em Itabuna e Ilhéus
   9/4/2018 - Micro e pequenas empresas podem refinanciar dívidas tributárias em até 180 meses
   4/4/2018 - Cursos promovem aprimoramento dos negócios em Itabuna e Ilhéus
   31/3/2018 - Evento de moda destaca o novo momento do varejo
   26/3/2018 - Com entrega de alimentos do PAA, Ilhéus fortalece a Agricultura Familiar
   22/3/2018 - Ilhéus trabalha para ser um Município Empreendedor
   22/3/2018 - Seminário apresenta inovações para acesso a crédito em Itabuna e Ilhéus
   19/3/2018 - Seminário orienta empresários para captação de crédito
   17/3/2018 - Sebrae anuncia uma série de encontros gratuitos com especialistas
   8/3/2018 - CrediBahia de Itacaré já investiu cerca de 60 mil nas microempresas
   8/3/2018 - Chocolate do sul da Bahia participa do maior evento de gastronomia e hotelaria
   7/3/2018 - MEI tem oficinas gratuitas sobre benefícios e obrigações
   2/3/2018 - Chocolate do Sul da Bahia terá representantes no Sirha
   2/3/2018 - Turismo lança mais um importante serviço de divulgação de Ilhéus
   28/2/2018 - Estrada do Cacau e do Chocolate avança
   28/2/2018 - Ilhéus tem melhor resultado na Bahia para as micro e pequenas empresas
   23/2/2018 - Sebrae em Ilhéus promove encontro para tratar da Estrada do Chocolate



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout