Bahia
Direito é o curso melhor avaliado na Uesc, segundo Enade
Campus da Uesc

Crédito: Arquivo/Jonildo Glória

De acordo com o Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2015, as universidades estaduais do Estado (Uneb), Campus de Salvador, de Vitória da Conquista (Uesb) e de Itabuna/Ilhéus (Uesc), ficaram entre as melhoras do Brasil, superando a média nacional em algumas disciplinas, ao conseguir Conceito Preliminar de Curso (CPC) mais alto que instituições particulares e outras públicas. Os resultados foram divulgados este mês pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anízio Teixeira (Inep).

 

Alguns cursos se aproximaram da nota máxima (5), como é o caso de Psicologia da Uneb (campus de Salvador), avaliado com 4,7422, ficando, em terceiro lugar - seguido da Universidade Federal do Recôncavo –UFRB (7º) e Universidade Federal da Bahia - Ufba (10º) - entre as graduações da disciplina no País. A explicação para o desempenho é o enquadramento às diretrizes curriculares.

 

A Uneb, em Salvador e Juazeiro, também foi bem avaliada pelo Enade – exame que todo estudante concluinte precisa fazer para obter o diploma - no curso de Direito, com notas 4,3391 e 4,0616, respectivamente. A Uesb (Conquista) teve destaque nos cursos de Administração  (4,0915) e Direito (4,0886). Na Uesc, o curso mais bem avaliado foi o de Direito, com a nota 4,0278.


O secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro, destacou que este resultado comprova a qualidade das universidades públicas da Bahia. “Temos dialogado muito com os reitores, buscando ampliar cada vez mais a participação das universidades na melhoria da educação básica, aproveitando toda a expertize que possuem. Já temos parcerias importantes na implantação dos Complexos Integrados de Educação, junto com a Uneb e UFSB [Universidade Federal do Sul da Bahia]”.


Segundo ainda Pinheiro, o Governo também está ampliando o perfil da participação das universidades públicas da Bahia na formação de professores e formatando junto com elas o projeto para as licenciaturas interdisciplinares”.  O secretário também destacou “o projeto Mais Futuro, que está contribuindo para a garantia de permanência daqueles estudantes com maior vulnerabilidade social”.


Campus da Uesc

Crédito: Arquivo/Jonildo Glória

 
Mais Notícias
   24/4/2017 - Rui lança em Itabuna o programa Escolas Culturais
   24/4/2017 - Prefeitos debatem novo modelo de regulação e pactuação de saúde
   22/4/2017 - Governador garante reforma em escolas das regiões dos assentamentos do MST
   17/4/2017 - UESC começa período letivo com calourada e ações afirmativas
   13/4/2017 - PM inicia operação nas rodovias estaduais para feriadão
   12/4/2017 - OAB estadual completa 85 anos
   11/4/2017 - Estado oferece 2,5 mil vagas de estágio para universitários
   7/4/2017 - Professores do estado mobilizam para greve geral
   3/4/2017 - Entrega de Documentos da Chamada Geral da UFSB começa na quarta
   30/3/2017 - Estado intensifica ações de controle do vírus da febre amarela
   30/3/2017 - Estado promove mais de 1.300 professores e coordenadores por titulação acadêmica
   29/3/2017 - Municípios precisam ter Plano de Carreira da Educação sustentável
   28/3/2017 - Governador Rui em Ilhéus e Itabuna nesta quarta
   24/3/2017 - Clone de cacaueiro da Ceplac garante mais de 100 arrobas por hectare
   24/3/2017 - Prefeitos baianos debatem plano de carreira da educação nesta terça
   23/3/2017 - Calouros da UESC podem participar do Programa Mais Futuro
   22/3/2017 - PRE apura servidores que podem ter se candidatado apenas para tirar licença
   20/3/2017 - A prevenção na segurança pública passa pela educação, afirma Rui
   15/3/2017 - Ônibus tomba parcialmente na BR 251; buracos prejudicam agricultores
   14/3/2017 - Presidente da UPB quer discutir com concessionária iluminação pública



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout