Bahia
Estado já pode produzir e distribuir testes-rápidos de diagnóstico da dengue
Testes autorizados

Crédito: GOVBa/Camila Souza

A Bahiafarma é o primeiro laboratório público do país a poder produzir e comercializar testes-rápidos de diagnóstico da dengue, zika vírus e febre chikungunya, transmitidas pelo mosquito aedes aegypti. A licença para a produção e distribuição dos dispositivos que detectam a dengue - a única que faltava - foi concedida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e publicada no Diário Oficial da União da última segunda-feira (6). 

Embora ainda não tenha iniciado a produção do dispositivo, a Bahiafarma tem capacidade de produzir cerca de 500 mil testes-rápidos ao mês. Eles podem acabar com as dúvidas do cidadão em relação ao próprio quadro de saúde e, consequentemente, possibilitar tratamento imediato para quem tiver constatada a infecção pela doença. Somente em 2016, 65.831 casos prováveis de dengue foram notificados na Bahia, representando uma incidência de 433 casos a cada 100 mil habitantes.   

"Nós trabalhamos no desenvolvimento de produtos ligados aos testes-rápidos. No primeiro momento, [com foco nas doenças] arboviroses. Analiso que fomos bem-sucedidos, porque conseguimos os registros do zika, chikungunya e vamos poder fazer também os testes da dengue. Agora somos um laboratório que tem o portfólio completo. Isso formata a possibilidade de termos a Bahiafarma como polo indutor do desenvolvimento neste eixo econômico do estado", ressalta o diretor-presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias. 

Os registros obtidos pelo laboratório baiano são referentes a dois tipos de testes rápidos para diagnóstico da dengue. Um deles detecta anticorpos produzidos por organismos infectados, o Dengue IgG / IgM, e o outro reage com o antígeno NS1, o Dengue NS1. Desenvolvidos em parceria com o laboratório sul-coreano GenBody, os dispositivos funcionam com uma pequena quantidade tanto de sangue quanto de soro ou plasma sanguíneo e fornecem os resultados em até 20 minutos. 

“Os procedimentos são simples, mas devem ser realizados apenas por profissionais de saúde. A gente abre o teste, adiciona cinco mililitros de soro de sangue no poço menor do dispositivo e adiciona três gotas da solução tampão no poço maior, para que as substâncias se misturem. O resultado é observado através das linhas que aparecem no teste. Por elas, é possível saber se a pessoa tem ou teve dengue”, explica Paloma Orrico, enfermeira da Bahiafarma. 

Precisão no diagnósticoO Dengue IgG / IgM consegue realizar o diagnóstico a partir do quinto dia de infecção, por meio da análise da presença da imunoglobulina M (IgM) no organismo do paciente – que indica que a infecção está ativa – e também é capaz de identificar se o paciente já teve contato com o vírus da dengue no passado, por meio da pesquisa pela presença da imunoglobulina G (IgG). 

Já no caso do teste rápido Dengue NS1, o dispositivo consegue identificar a infecção pelo vírus da dengue logo em seu início, antes mesmo que o paciente comece a sentir os sintomas da doença. Com isso, o teste permite uma intervenção médica mais rápida e precisa.

“Isso vai ser ótimo, principalmente para quem tem filhos. Hoje eu não cuido só de mim, pois tenho um filho de um mês de nascido. Ter o diagnóstico cedo de uma doença permite o tratamento adequado e isso é fundamental para a saúde”, afirma a universitária Marcela Oliveira. 

Com atuação destacada no setor e gestão inovadora, a Bahiafarma ingressou no rol dos principais laboratórios oficiais do Brasil. A instituição tem dado continuidade à estratégia do Governo do Estado de transformar-se em um centro indutor para a consolidação de um polo industrial farmacêutico e biotecnológico na Bahia, iniciado em 2015. 


Testes autorizados

Crédito: GOVBa/Camila Souza

 
Mais Notícias
   26/3/2017 - Direito é o curso melhor avaliado na Uesc, segundo Enade
   24/3/2017 - Clone de cacaueiro da Ceplac garante mais de 100 arrobas por hectare
   24/3/2017 - Prefeitos baianos debatem plano de carreira da educação nesta terça
   23/3/2017 - Calouros da UESC podem participar do Programa Mais Futuro
   22/3/2017 - PRE apura servidores que podem ter se candidatado apenas para tirar licença
   20/3/2017 - A prevenção na segurança pública passa pela educação, afirma Rui
   15/3/2017 - Ônibus tomba parcialmente na BR 251; buracos prejudicam agricultores
   14/3/2017 - Presidente da UPB quer discutir com concessionária iluminação pública
   13/3/2017 - Presidente da OAB Bahia vai ser homenageado pela Seccional paulista
   10/3/2017 - MPF aciona estado contra interceptações telefônicas por setor da SSP
   10/3/2017 - Wagner participa da inauguração de Centro de Inovação do Cacau no Sul da Bahia
   9/3/2017 - Programa da SDR garante alimentação do rebanho no período de seca
   7/3/2017 - Abertas inscrições do Mais Futuro para estudantes de universidades estaduais
   7/3/2017 - Rui anuncia edital de programa de bolsa e estágio para universitários
   5/3/2017 - Hotel de luxo de Ilhéus vai indenizar turista, decide justiça mineira
   27/2/2017 - Reestruturadas centrais de mandados judiciais em Ilhéus e Itabuna
   27/2/2017 - Chineses percorrem trajetos da Fiol e Porto Sul
   17/2/2017 - Rui anuncia modernização de promoções para policiais
   17/2/2017 - Docente da UFSB tem projeto sobre Habitações e Sustentabilidade
   17/2/2017 - Novos dirigentes da UPB tomam posse



© Jornal Bahia Online | Todos os direitos reservados.   Layout